Como é feito o tratamento fonoaudiológico em grupo?

Um dos debates no campo da fonoaudiologia é sobre as vantagens e desvantagens das terapias em grupo e individual. 

Normalmente, quando pensamos em trabalho em grupo, vêm à mente: psicoterapia, habilidades psicomotoras relacionais etc., mas não tanto a intervenção fonoaudiológica, e a verdade é que, em alguns casos, os benefícios estão acima daqueles que podem ser alcançados individualmente.

Faremos uma pequena análise das vantagens e desvantagens do tratamento em grupo e individual no post de hoje. Acompanhe!

Compreendendo os benefícios da fonoaudiologia em grupo

Uma boa terapia em grupo não é aquela em que um grupo de pacientes que compartilham o mesmo tipo de dificuldade se juntam; mas, em muitas clínicas, essa é a metodologia utilizada. 

Um bom tratamento coletivo é aquele em que os membros que pertencem ao grupo são beneficiados por pertencer a ele, favorecendo as habilidades sociais e os objetivos anteriormente trabalhados na terapia individual, o que facilitará a integração do que foi aprendido em um ambiente mais familiar e natural. 

Por outro lado, valores como solidariedade e respeito entre os membros serão desenvolvidos. Além disso, é uma ferramenta muito útil para familiares de membros do grupo, que podem usá-lo como uma rede de suporte.

Quais distúrbios são trabalhados na fonoaudiologia em grupo?

Os distúrbios são variados e podem afetar crianças e adultos. Mas de modo geral, a terapia em grupo pode ser adaptada de modo a possibilitar a intervenção de diferentes alterações como por exemplo, as alterações de fala e/ou linguagem, de leitura e escrita e voz  Trabalhando com as dificuldades de linguagem pragmática

As habilidades pragmáticas da linguagem são as habilidades sociais que usamos na comunicação cotidiana. 

Em muitos casos, pode haver um comprometimento dessas habilidades como nos de TEA (Transtorno do Espectro do Autismo) e em outras alterações de linguagem. E, nesse caso, a terapia em grupo pode ser fundamental já que irá propiciar momentos de interação baseados nas demandas do dia a dia da criança ou adulto. Misturando terapia em grupo com terapia individual

Frequentemente, o fonoaudiólogo inicia sessões de terapia individual para avaliar quais as dificuldades e demandas de cada paciente. 

A terapia fonoaudiológica individual é fundamental já que permite a estimulação de habilidades específicas de forma direcionada e funciona ainda como uma introdução para o ambiente de grupo..

Uma vez a terapia individual auxílie na resolução das demandas específicas do paciente,  o fonoaudiólogo pode começar a incorporar sessões de terapia fonoaudiológica em pequenos grupos para praticar o que a criança aprendeu enquanto mantém a terapia fonoaudiológica individual. 

Uma coisa a notar é que o tratamento em grupo pode consistir apenas de uma outra criança e do terapeuta. 

O fonoaudiólogo ajudará a determinar a melhor opção para a criança.

Direcionando a comunicação social

O tratamento coletivo também tem como alvo a comunicação social. Para crianças que podem não ter frequentado creches ou pré-escolas, interações sociais como, início de conversas ou compreensão de regras, o tratamento em grupo pode ajudá-las a desenvolver essas habilidades críticas de linguagem social.,As crianças que se sentem à vontade interagindo com adultos, mas não com os colegas, aprendem a formar relacionamentos e entendem que não são as únicas a apresentar dificuldades ou limitações. . 

É importante considerar nesse contexto o melhor momento para inserir o paciente em uma terapia em grupo. Ele deve estar preparado e de acordo caso contrário, o o tratamento individual pode ser mais benéfico até que uma criança seja emocionalmente capaz de trabalhar em um ambiente de grupo.

Por fim, vale lembrar que a transparência e a confiança entre o profissional e a família (e vice-versa) é essencial para a relação e também para o avanço no processo terapêutico fonoaudiológico. Conversar é fundamental.

Referências:

http://www.scielo.br/pdf/rcefac/2011nahead/53-11.pdf

Deixe um comentário

Rolar para cima